A educação não é uma fórmula da escola mas sim uma

obra de vida - Freinet  [ver mais >>>]

A leitura do mundo precede a leitura da palavra

Paulo Freire

 Através dos outros nos tornamos nós mesmos

Vigotsky 

Acção é reacção, adaptação, ajustamento, actividade pura,

isolada, é coisa que não existe - John Dewey [ver mais >>>]

logo site.jpg

Ágora

Gaia

Um sítio de educação

Última actualização: 08.12.2020

images.jpg
blog agora.jpg
blog relatos.jpg
mEIRIEU_edited_edited_edited_edited_edit

Philippe Meirieu

A Pedagogia e o digital: em que é que ficamos?

Em poucos anos, passámos de uma escola institucional e estável, para uma “lógica de serviço”, onde cada um surge, conforme lhe apetece, com o que lhe apetece, esquivando-se da mínima contrariedade. Se, antigamente, se entrava na escola como quem entra num teatro, hoje entra-se na escola como numa sala de estar, em que a televisão está ligada e, se o programa não agrada, tiramos o comando ao vizinho e mudamos de canal. Num contexto assim, estruturar um colectivo é quase impossível.

Capturar_edited.jpg

António Nunes

(…) os professores devem ter, ver­dadeiramente, um compromisso com a educação e com os seus alunos e, desta forma, assumir a fragili­dade do ato pedagógico, das permanentes contradi­ções que este lhe impõe e da complexidade que as re­lações humanas muitas das vezes apresentam.

(…) Para se tornar um profissional de educação, o professor depende, de um articulado de características, que passam, por exemplo, por uma boa formação pessoal, (...) e, MUITO, por uma boa formação profissional, que o ajude a lidar com a surpresa e o inesperado, na certeza de que (…) “só a pedagogia (…) conseguirá reintroduzir sentido nas escolas e nas aprendizagens”.

Nunes site.jpg

António Nunes

Competências: quem as define?

Daniel site.jpg

Daniel Lousada

A "lei do quão" de Paulo Leminski e as pandemias que nos assolam

Bruno Devauchelle

Compreender a utilização do digital pelos jovens

Luís Goucha

Este tempo... A escola....

E agora?

Maria dos Reis

Letras trocadas

 

Falemos então... Conversas Ágora Gaia

A vida que não é reflectida não merece ser vivida - Sócrates

 

Na sequência de uma narrativa sustentada por práticas, que um conjunto de homens e mulheres, ao logo da história, têm vindo a desenvolver, como uma das formas mais marcantes dos legados culturais que hoje podemos identificar, nas diferentes áreas do conhecimento, pareceu-nos fundamental pormos em acção um desígnio que, ao longo dos anos, um grupo de diferentes profissionais têm vindo a amadurecer. E assim nasceu “Falemos então... Conversas ÁgoraGaia”, um espaço de reflexão que coincide com as necessidades e “curiosidades”, que vamos conseguindo mobilizar, em respostas que abranjam os aspectos mais determinantes da profissão de professore e outros profissionais da educação ou que por ela se interessam.

Conversas disponíveis - Ver >>>