Alberto Pimenta

TUDOS OS DIAS OS DIAS NASCEM         
VER MAIS >>>

Iniciar conversa sobre qualquer tema..., ou tema nenhum,

com Alberto Pimenta

 

"Circuncisão" é um poema provocador. Desde logo pelo título. Podemos aceitar a provocação e seguir esse caminho, com os leitores crescidos, e "ver" até onde a alegoria nos pode levar; ou podemos, com os leitores mais novos, vê-lo como metáfora daqueles diálogos que dizem nada, como quando falamos do tempo, quando não temos nada para dizer. 

Treinar a rapidez na leitura em voz alta

Sabemos como a habilidade de ler rapidamente, em voz alta, influencia a fluência de leitura oral. Com isto, não queremos  defender o critério da rapidez como critério 

determinante na avaliação da fluência de leitura que os nossos jovens leitores revelam, e muito menos apoiar os testes de rapidez, a que as nossas crianças estão sujeitas, fazendo da leitura uma corrida [VER>>>]. No entanto, independentemente do nosso entendimento, sobre esta forma de encarar o desenvolvimento da fluência de leitura, o certo é que os "tempos mínimos obrigatórios", para cada ano de escolaridade, estão aí. Ora, este tipo de texto, que se desenrola de uma forma muito repetitiva, permite treinar a rapidez na leitura, de uma forma divertida, numa espécie de jogo, onde o que conta é o processo automático da descodificação [tal como acontece com a lenga-lenga ou o trava línguas], resguardando desta obrigação os textos que pedem uma leitura tranquila [que são quase todos os textos literários] 

 

Discurso directo:

Ao propor recriar este poema noutras escritas, teremos mais textos para que as crianças treinem a rapidez na leitura e, para além disso, teremos também uma excelente forma de treinar o uso do discurso directo: 

- Se quiséssemos eleger uma palavra chave a palavra "problema" seria a escolhida. Podemos então começar por escolher outras palavras que possam ser usadas, respeitando a estrutura seguida no poema original, sem obrigar a grandes mexidas, uma vez que o objectivo é apenas dar nota da "gramática" do discurso directo. 

Por exemplo: "tempo".

A questão dos sinais gráficos utilizados é uma questão a debater, nomeadamente o uso do travessão, que não é usado neste caso, por Alberto Pimenta, nem por muitos escritores da actualidade.

CIRCUNCISÃO E EXERCÍCIO DEMONSTRATIVO